Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Curso de costura industrial transforma a vida de participantes

  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 01
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 02
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 03
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 04
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 05
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 06
  • Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 07
Publicado em 08/01/2018 Imagem: Ricardo Marajó/FAS imagem conteudo

Curso de costura industrial transforma a vida de participantes 01

O curso de costura industrial básica ofertado pelo programa Liceus de Ofícios está mudando a realidade de muitos participantes. Vinda de Belém do Pará, Ruberli Silva Conceição Vieira, 37 anos, chegou há três anos a Curitiba com o marido e três filhos. Ela fez o curso no Liceu de Ofícios Bairro Alto, na Regional Boa Vista, que aconteceu de outubro a dezembro de 2017, e mesmo antes de terminá-lo começou a fazer vários serviços que garantem o sustento da casa.

“Eu nunca consegui emprego aqui e meu marido está desempregado há dois anos. Este curso veio no momento certo e está sendo a saída para as nossas dificuldades”, diz ela. Com o que aprendeu no curso, Ruberli confecciona vestidos infantis que trazem tiaras como acessório. Além disso, faz reformas de roupas para uma clientela que está aumentando cada vez mais. “Isso que eu nem coloquei placa na frente da minha casa.”

Com o dinheiro que ganha, Ruberli paga R$ 200,00 por mês de prestação de duas máquinas de costura industrial, R$ 600,00 de aluguel da casa onde mora e compra alimentos. Segundo ela, o dinheiro que recebe ajuda a manter as despesas da família até que o marido consiga um novo emprego.

Evelyn Sendeski da Silva, 27 anos, também começou a trabalhar na área de costura durante o curso. “Já peguei encomendas com mais de 150 peças e faço reformas. Com o dinheiro que ganho eu consigo ajudar meu marido”, conta. “Gostaria de agradecer a oportunidade porque hoje faço realmente o que gosto”, diz.

Moradora do bairro Barreirinha, a dona de casa Cláudia Neumann, 46 anos, mãe de três filhos, também destaca a importância dos cursos ofertados pelos Liceus de Ofícios. “Quero agradecer ao prefeito Rafael Greca por essa oportunidade importante para o povo. Como dona de casa, me sinto desvalorizada e esses cursos nos permitem aprender coisas novas e nos sentir úteis”, diz. Cláudia conta que fez o curso para conhecimento, mas que pretende se aperfeiçoar e trabalhar na área.

Dione Ribeiro Alves, 52 anos, que mora no Alto da XV, foi fazer o curso para aprimorar conhecimentos e aprender técnicas de acabamento. “Gostei muito de tudo que aprendi. Esse curso é impecável e a professora sabe lidar com cada aluna”, diz ela. Dione conta que ganhou a primeira máquina de costura quando era adolescente, mas que não teve condições de seguir na área. Para ela, a gratuidade dos cursos ofertados pelos Liceus de Ofícios é o principal atrativo para que as pessoas possam se aperfeiçoar e ter uma profissão. “Hoje quero fazer mais cursos usando outros tecidos e futuramente quero ter uma confecção de moda feminina.”

Curso

Em 2017, a Prefeitura ofertou 12 cursos de costura Industrial básica e dois de auxiliar de confecção por meio do Liceus de Ofícios, programa coordenado pela Fundação de Ação Social (FAS) e que promove cursos de qualificação profissional. Foram 276 vagas gratuitas para a população em unidades de sete regionais.

“Os Liceus de Ofícios oferecem qualificação e orientação profissional e são uma grande oportunidade de geração de renda para os participantes”, explica o coordenador de Qualificação Profissional da FAS, Adriano Benedito Laurindo. Segundo ele, a qualificação profissional é uma das prioridades do prefeito Rafael Greca para a superação da pobreza em Curitiba.

Com 160 horas, o curso de costura industrial básica é dividido em dois módulos. No primeiro, os participantes recebem informações sobre tipos de materiais; tecnologia das máquinas de costura; desenvolvimento de habilidades e controle de velocidade das máquinas, através de exercícios práticos; além de técnica para confecção de amostras básicas de gola, bolsos, punho, zíper, cós e braguilha e conhecimento sobre os pontos preliminares.

No segundo módulo, os participantes aprendem a técnica de obtenção de medidas de peças de vestuário, elaboração de modelagem básica e corte de vestido, blazer, saia, camisete e calças de tamanhos adulto e infantil.

O curso fez tanto sucesso nos Liceus de Ofícios Casa Klemtz e Santa Rita em 2017 que a Prefeitura promoverá uma especialização, a partir de 5 de março, atendendo solicitação dos participantes.

 

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes