Fundação de Ação Social de Curitiba

Skip Navigation Links

Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento

  • Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento I
  • Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento II
  • Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento III
  • Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento IV
  • Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento V
Publicado em 09/07/2018 Imagem: Arquivo FAS imagem conteudo

Com contas em dia, FAS regulariza contratos e aumenta acolhimento I

Depois de iniciar a gestão com uma dívida de R$ 13 milhões, Fundação de Ação Social (FAS) fechou 2017 com todos os contratos em dia.

Foi realizada a repactuação dos contratos de aluguel de imóveis com redução de valores bem como a devolução de imóveis alugados, usando espaços próprios para funcionamento das unidades.

Contratos atrasados foram pagos e foram otimizados os usos de veículos, energia elétrica, água e telefonia. Convênios foram retomados e o número de vagas para cursos profissionalizantes e acolhimento foram ampliados.

As mudanças foram possíveis graças ao Plano de Recuperação Fiscal, conjunto de medidas lançado há um ano que colocou em ordem a situação fiscal da Prefeitura.

Na qualificação social e profissional, houve a ampliação das parcerias com 24 novos projetos possibilitando o aumento do número de vagas. O número de oportunidades para cursos gratuítos, voltados para população em situação de vulnerabilidade, quadruplicou em um ano. Passou de pouco mais de 3 mil vagas em 2016 para mais de 12 mil vagas em 2017 em  cursos nos Liceus de Ofícios. Em 2018 a previsão é chegar a 20 mil vagas.

Na área de acolhimento, voltada para a população em situação de rua, o número de vagas cresceu 38%, passando de 869 no início de 2017 para 1.188 em 2018.

Fundação de Ação Social

Rua Eduardo Sprada, 4520|3350-3500|CEP 81270010|Curitiba - PR|Todos os direitos reservados|Política de Privacidade

Desenvolvido por ICI - Instituto das Cidades Inteligentes